Dicas de nosso parceiro e especialista em cinema, Dalmo Próspero

A Promessa

Desta vez a dica é "A Promessa" dirigido por Terry George (Hotel Ruanda). Embora não seja nenhuma obra prima, o filme trata de um tema forte e pouco conhecido que é o genocídio dos armênios na Turquia na época da primeira guerra mundial. O filme narra a história de um triângulo amoroso formado por um estudante de medicina de origem armênia, uma professora também armênia e um jornalista americano. Estrelado por Oscar Isaac, Charlotte Le Bon e Christian Bale, o filme tem uma bela fotografia, mas vale mesmo para conhecermos um pouco dos fatos históricos que até hoje são negados pela Turquia. 

La La Land

Um dos meus preferidos é o filme que ganhou 6 Oscars: "La La Land".

Dirigido por Damien Chazelle, que já havia dirigido o ótimo "Whiplash - Em Busca da Perfeição" em 2014. É um musical romântico, passado em Los Angeles, que conta a história de amor entre um pianista de jazz e uma aspirante a atriz.. O filme é uma grande homenagem aos musicais clássicos, com uma excelente trilha sonora original e uma excepcional qualidade técnica, além de interpretações magistrais de Ryan Gosling e Emma Stone. Será difícil não se emocionar e se encantar com o filme que tem em sua conclusão um momento de grande inspiração e intensidade. Chazelle não só trouxe de volta a paixão pelos filmes musicais e românticos como é também responsável por resgatar a magia do cinema.
 

Estrelas Além do Tempo

Dirigido por Theodore Melfi ("Um Santo Vizinho") que recebeu 3 indicações ao Oscar, incluindo melhor filme, roteiro e atriz coadjuvante. O filme, baseado em fatos reais, se passa na Virginia nos anos 60, em plena corrida espacial, e conta as agruras de três talentosas mulheres negras trabalhando na Nasa. Mesmo sem ser uma obra prima, podemos dizer que é um filme inteligente, simpático e divertido que nos traz uma história até então desconhecida e repleta de informações interessantes, além de nos fazer refletir sobre o racismo e os direitos civis. 

A Qualquer Custo

Dirigido por David Mackenzie ("Encarcerado") que ganhou 6  Oscars. O filme se passa no Texas e Oklahoma nos dias atuais, centrado em dois assaltantes de bancos e sua perseguição por um policial em vésperas de se aposentar. Podemos dizer que é um faroeste moderno, repleto de influências de filmes clássicos do gênero, como "Bonnie and Clyde" e "Um Dia de Cão". O filme conta ainda com surpreendentes atuações de dois atores em evolução (Chris Pine e Ben Foster) e outra estupenda caracterização de Jeff Bridges que, merecidamente, lhe valeu sua sétima indicação ao Oscar.

Até o Último Homem

Dirigido por Mel Gibson ("Coração Valente", "A Paixão de Cristo", "Apocalypto") que recebeu 6 indicações ao Oscar, incluindo melhor filme, diretor e ator. Baseado em fatos reais ocorridos durante a segunda guerra mundial, o filme conta a história de um médico americano que não se recusava a ir para a guerra, mas se recusava a pegar em armas. Não é simplesmente mais um filme de guerra, e sim um filme sobre convicções e dilemas morais. O filme é extremamente bem realizado, marcando o retorno de Mel Gibson na direção após um período de 11 anos de desprestígio e conta com uma interpretação intensa e notável de Andrew Garfield que, merecidamente, recebeu a indicação a melhor ator.

Animais Noturnos

Dirigido pelo estilista Tom Ford que já tinha feito o ótimo "Direito de Amar" com o Colin Firth. No filme, uma elegante dona de galeria de arte recebe um livro escrito por seu ex marido. O filme então se passa em três níveis: o momento atual de vida dos personagens, o passado, no início da relação entre ela e o ex marido, e a história do livro. O filme, apesar do tema forte e violento, tem muito estilo, elegância e sofisticação, além de mais uma interpretação primorosa de Amy Adans. O filme está indicado para 03 Globos de Ouro e deve receber algumas indicações ao Oscar..
 

Sully - O Herói do Rio Hudson

Dirigido por Clint Eastwood que, com seus 86 anos, continua em plena forma. O filme narra o caso real do incidente de avião que pousou no rio Hudson em 2009 com 155 pessoas a bordo. A reconstituição do episódio é impressionante e, mesmo sabendo o desfecho do caso, o filme nos mantem presos à trama com interesse e tensão. Tom Hanks nos oferece uma interpretação contida e precisa do piloto Sully. O filme também pode ser visto como um bom exemplo de gestão, tocando em temas relevantes como tomada de decisão, liderança, trabalho em equipe e comprometimento.
Bom final de semana e bons filmes.........Sobre o que é este item? O que há de interessante nele? Escreva uma descrição cativante para chamar a atenção do seu público...

Elis

A dica desta semana vai para o filme "Elis", dirigido por Hugo Prata, que narra a trajetória de vida da maior cantora do nosso país. Mesmo sem ser um grande filme e com falhas no roteiro, que mudou algumas coisas e suprimiu tantas outras (inclusive a referência à gravação do disco "Elis e Tom", que considero o melhor disco brasileiro de todos os tempos), recomendo o filme pela alta qualidade da música e som, além da interpretação extraordinária de Andréia Horta no papel de Elis.

Bom final de semana e bons filmes.........

Sobre o que é este item? O que há de interessante nele? Escreva uma descrição cativante para chamar a atenção do seu público...

O Fim do Túnel

O cinema argentino continua instigante e cheio de vitalidade. A dica desta semana é "No Fim do Túnel", uma co-produção da Argentina com a Espanha, dirigida por Rodrigo Grande ("Questão de Princípios"). O filme conta a história de um homem solitário e paralítico que aluga um quarto de sua casa para uma mulher, sem saber que isto estará ligado a um plano para construção de um túnel para assaltar um banco. O filme é tenso e violento, mas tem um roteiro muito bem construído, cheio de reviravoltas e surpresas, além de contar com um elenco afiado e muito eficiente.
 

Meu Rei


Um amor intenso, obsessivo, possessivo, sofrido, doentio....Esse é o tema do filme francês "Meu Rei" da diretora Maïwenn (Polisse). O filme apresenta e discute a relação conflituosa entre um homem e uma mulher durante um longo e tumultuado período. O filme conta ainda com excelentes interpretações, especialmente de Emmanuelle Bercot, premiada como melhor atriz no Festival de Cannes.
Bom final de semana e bons filmes.........

Loucas de Alegria

Nossa loucura é resultado de nossa fragilidade ou do que os outros fazem com a gente? As pessoas internadas em manicômios são mais ou menos loucas que as pessoas que estão soltas por aí? Estas perguntas e tantas outras são levantadas no belíssimo e sensível filme italiano "Loucas de Alegria", que tem direção de Paolo Virzi ("Capital Humano"). Desta vez ele nos fala da amizade entre duas mulheres internadas num manicômio e desua fuga em busca da normalidade e recuperação. O filme tem um ótimo roteiro e excelentes interpretações das duas atrizes principais.

Café Society

Esta semana minha indicação vai para o primeiro forte candidato ao próximo Oscar. É "Cafe Society" que tem direção de Woody Allen em plena forma. Desta vez ele destila seu humor ácido sobre a Hollywood dos anos 30. Porém, o filme também é romântico, elegante e sofisticado. Um elenco impecável e um trilha sonora maravilhosa unem-se a uma fotografia magnífica do mestre Vittorio Storaro.
Bom final de semana e bons filmes......

Um dia Perfeito, com Benicio Del Toro,

O filme conta a história de um grupo de agentes humanitários em missão no pós guerra da Servia/Bósnia, tentando retirar um corpo de um poço. O filme retrata os absurdos da guerra, unindo um pouco de tragédia, humor, esperança e solidariedade. Um elenco excelente, liderado por Benício del Toro e Tim Robbins, dá o tom certo a um roteiro muito bem estruturado.
Bons filmes e bom final de semana

Chocolate, de Roschdy Zem

Assim como "Florence - Quem é Essa Mulher?", “Chocolate” conta a história real de um desses personagens incríveis que foram notáveis em sua época no mundo dos espetáculos e depois caíram no esquecimento, desaparecendo da memória. O filme francês mostra a trajetória do palhaço de circo Chocolat, mostrando sua ascensão meteórica e seu melancólico declínio, fazendo ainda um retrato fiel da sociedade francesa no início do século 20, de seus preconceitos e do racismo. O filme tem ainda como destaque mais uma interpretação magistral de Omar Sy (“Intocáveis”).
Bons filmes e bom final de semana.

Florence Foster Jenkins, de Stephen Frears

Nesta semana recomendo "Florence - Quem é Essa Mulher?". Com direção de Stephen Frears ("A Rainha", "Ligações Perigosas") e mais um show de interpretação de Meryl Streep, o filme narra a história real de Florence Foster Jenkins, milionária novaiorquina dos anos 40, que era mecenas da música clássica e tinha o sonho de ser cantora lírica, mas que ficou conhecida como a "pior cantora do mundo". O filme tem ainda uma belíssima trilha sonora, excelente reconstituição de época e ótimos desempenhos de Hugh Grant e Simon Helberg.

Julieta, de Pedro Almodóvar

Almodóvar está de volta aos cinemas. Seu último filme, "Julieta" tem como base três contos da escritora Alice Munro. É um filme que trata da maternidade, novamente com personagens femininas fortes. E para quem deseja ver ou rever outras obras deste instigante cineasta, o Cine Caixa Belas Artes está apresentando uma retrospectiva bem completa de seus filmes.
 

Margueritte, de Xavier Gianno

Semana fraca de novas estreias no cinema. Porém, uma boa dica pode ser "Marguerite", filme francês passado na França na década de 20, sobre uma aristocrata rica apaixonada por música que tem o sonho de ser uma grande cantora lírica. O filme é muito bem realizado, com excelente interpretação de Catherine Frot e ótima reconstituição de época. Uma versão americana com Meryl Streep no papel principal, deverá estrear em breve.

Juventude, de Paolo Sorrentino

Para quem ainda não assistiu, nesta semana recomendo."A Juventude" (Youth"), de Paolo Sorrentino. É disparado o melhor filme do ano. Considero como um dos filmes mais brilhantes, reflexivos e profundos dos últimos tempos.

Please reload

Dalmo Próspero
Cinema

Formado em Administração de Empresas e pós graduado pela FGV- São Paulo

Apaixonado por cinema, que tem como hobby desde sua juventude, tornou-se um profundo conhecedor e especialista como autodidata.

Alta frequência em assistir a filmes (+ de 10 mil até o momento).

Passou a utilizar o cinema também em programas de treinamento empresarial, criando o Cine Treinamento no qual obtém resultados significativos

Q u a r t i e r   d e s   A r t s 

c o n f r a r i a  c u l t u r a l

patrocínio