V Atividade de Arte Quartier des Arts.

Tema: Toulouse em Vermelho

Mediação: Iara Freiberg

Agosto 2017

 

Nessa atividade viajamos, pela mão de Iara Freiberg para a efervescente Paris, a partir do final do século XIX, para conhecer a vida, os amigos e o panorama das artes que tanto influenciaram a obra o gênio Toulouse Lautrec, nascido de uma família aristocrática e que optou em viver na boemia e na intimidade dos cabarés fazendo de sua obra um retrato vivo, colorido e fiel daquele mundo!

 

Agradecemos o apoio de nossa querida quartière Cristina Haaland, pelo delicioso jantar!

 

Principais pontos abordados na aula e visita:

 

- Época marcada por profundas transformações culturais que se traduziram em novos modos de pensar e viver o cotidiano.

- Cena cultural efervescente: cabarés, o cancan, e o cinema (que acabava de surgir) / cultura urbana de divertimento incentivada pelo desenvolvimento dos meios de comunicação e transporte , que aproximou ainda mais as principais cidades do planeta

IMPRESSIONISMO

  • Rompe com o passado; aversão à arte acadêmica dos salões convencionais.

  • Não tinham interesse nas temáticas nobres e no retrato fiel da realidade; mas em ver o quadro como obra em si mesmo.

  • Vão pintar ao ar livre (plein air - Monet, Siley, Renoir - entre 1869 e 1874), observando as variações de cor e luz da natureza diretamente: “as cores não são iluminadas, são fatores luminosos, e, portanto, os elementos construtivos do quadro”

  • Pintura instantânea, sensação de imediaticidade e movimento.

  • Não se atêm a referencia do objeto retratado (“a pintura não deve representar o que está diante dos olhos, e sim o que está na retina do pintor”)

  • A luz e o movimento utilizando pinceladas soltas tornam-se o principal elemento da pintura: pinceladas curtas e largas, pouco detalhadas.

 

Origem do nome:

Obra de Monet (Impressões: nascer do sol), que a partir de uma critica, deu o nome ao grupo. Uma charge do crítico e humorista Louis Leroy, onde um espectador da exposição fala a outro:

“Impressão – com certeza. Eu estava justamente dizendo a mim mesmo que, como eu fiquei impressionado, tinha que haver alguma impressão aqui... E que liberdade! Que facilidade na feitura! O papel de parede em seu estado embrionário é melhor acabado do que essa marinha.”

 

CLAUDE MONET(França, 1840-1926) (ESCOLHER UMA OBRA DE CADA ARTISTA)

- Impressão - Nascer do Sol, 1872

-  a Cathedral de Rouen, 1892-94: serie de 26 pinturas.

EDGAR DEGAS(França, 1834-1917)

- L’absinthe, 1876: modelos humanos comuns e decadentes, o boêmio e a prostituta > bailarinas: mulheres de classes media e baixa

- La petite danseuse de quatorze ans, 1881:

 

PÓS-IMPRESSIONISMO

França principalmente – 1886-1905

 

  • Continuam usando cores vívidas, telas carregadas com tinta, retratando a vida real, MAS mais inclinados a enfatizar formas geométricas, distorções com efeito expressivo, cores não naturais ou arbitrarias

  • profundidade atenuada - chapado

  • pintura X desenho

  • representações da cidade

  • Influencia gravura japonesa

-   Primitivismo (referencias não-ocidentais ou de povos pré-históricos ou indígenas)

 

 

 

PONTILHISMO/DIVISIONISMO/(cromoluminarismo)

 

Baseados na ciência, nas teóricas óticas (cores complementares, fusão ótica) / sistema de justaposição de cores puras, nao havia mistura de cores / separação das cores em pontos individuais que interagem oticamente /

 

Georges Seurat (1859-1891)
Paul Signac (1863-1935)

VINCENT VAN GOGH (Holanda, 1853 – França, 1890)

-  Os comedores de batata, 1885: > Le Moulin de la Galette, 1886

- Portrait of postman, 1888

-  Portrait of dr. Gachet, 1890:

 

 

PAUL GAUGUIN (França, 1848 – Ilhas Marquesas – Polinésia Francesa, 1903)

- arte primitiva / o ingênuo, o arcaico (popular)

- simbolismo das cores

- Café de Nuit, Arles, 1888

- La Orana Maria, 1891: sua obra mais valorizada da fase do Taiti

- Femmes de Tahiti, 1891

 

 

 

HENRI DE TOULOUSE LAUTREC (França, 1864-1901)

Pintor, desenhista, ilustrador, gravador

- de família aristocrática

- Nasceu com problemas congênitos e era extremamente baixo.

- Participou da vida boemia da Paris do final do século XIX em ebulição

- Amigo de Van Gogh

- Fortemente influenciado por Manet e Degas

 

-  At the Moulin Rouge, the dance, 1890

-  At the Moulin Rouge, 1892-1895: (cabaret moulin rouge, 1889 – nascimento da dança can-can / todas as figuras sao pessoas reconhecíveis, conhecidas dele por frequentar o mesmo local / em cima à esquerda, T. Lautrec

- Marcelle Lender doing the Bolero in ‘Chilperic’, 1895:

-  Au salon de la rue des Moulin, 1894

- cartazes

- Moulin Rouge - La Goulue: litografia com tiragem de 3000 exemplares / dançarina de cancan La Goulue e seu parceiro Valentine désossé (sem ossos - flexível) / propaganda / o publica é reduzido a silhuetas no fundo para focar a atenção nas 2 figuras principais, isso evoca a gravura japonesa / cabaret famoso pela elasticidade de suas dançarinas (tanto física quanto moral); a policia fazia frequentes checagens para garantir que as dançarinas estavam usando roupa de baixo

- Aristide Bruant (1851-1925): cantor de cabaret, comediante e dono de casa noturna

- Jane Avril (1868-1943): dançarina de cancan francesa

- Divan Japonaise, c.1893-94: propaganda para o café-chantant / a dançarina Jane Avril está na audiência (a personagem de Nicole Kidman no filme Moulin Rouge foi inspirada em Jane Avril)

Q u a r t i e r   d e s   A r t s 

c o n f r a r i a  c u l t u r a l

patrocínio