J.S.BACH, A ESPIRITUALIDADE EM MÚSICA, por Clarice Miranda

Johann Sebastian Bach, ou J. S. Bach, ou simplesmente Bach, um dos maiores e reverenciados músicos da história da música de todos os tempos e o maior nome da música Barroca. Além de compositor, foi professor, cravista, organista, violinista e violista.

Nasceu em Eisench, na cidade da Alemanha, em 1685, falecendo aos 65 anos de idade em Leipzig em 1750.

Sempre em programas de concertos, livros e na mídia, você lerá J. S. Bach, para identifica-lo dos outros “Bachs “de sua numerosa família. Na realidade, a mais numerosa família de músicos de que se tem notícia na história da música. Por cerca de duzentos e cinquenta anos, dominaram a região da Turíngia, hoje centro da Alemanha Ocidental, com inúmeros músicos! Quatro de seus filhos foram importantes compositores.

Mas com absoluta certeza, Johann Sebastian, o maior expoente de sua família!

J.S Bach, casou-se duas vezes. Seu primeiro casamento aos 22 anos de idade foi com uma prima em terceiro grau Maria Bárbara e com ela teve 7 filhos. Bach aos 35 anos viúvo, casou-se novamente com Anna Magdalena e tiveram 13 (algumas biografias falam em 14) filhos!! Somente 10 sobreviveram.

Dizem que compunha cercado de crianças por todos os lados!

Assim como muitos filhos, deixou-nos uma grande riqueza cultural: ele compôs mais e 1.100 obras, entre oratórios, concertos, tocatas, cantatas, paixões, todas em suas grande maioria sacras.

Bach é o maior nome da música do período Barroco e um dos maiores compositores da história da música.

Suas obras tanto vocal como instrumental, revelam alta espiritualidade.

Como prova de sua grande fé, guiado por suas convicções cristãs, escrevia no inicio de suas obras:

J.J. – Jesu, juva = Jesus ajuda-me

E no final

S.D.G. – Soli Deo Gloria = Somente a Deus Glória

Escolhi para ilustrar este grande compositor para vocês, a belíssima e alegre obra, Concerto Brandenburgo No 3, com uma orquestra que toca exatamente como no tempo de Bach. Os músicos ao violino e viola em pé e sentados os do violoncelo e do cravo. Cravo é um instrumento típico do período Barroco, o antecessor do piano. Falaremos dele na sequencia do desvendando.

Além disso, opinem, perguntem, indiquem temas que gostariam de ler ou encaminhem suas dúvidas! Estarei respondendo com muito prazer! Aguardo vocês em nosso grupo do Quartier !

.

CLARICE MIRANDA Educadora musical, musicoterapeuta, soprano, letrista e compositora. Membro da Academia de Cultura de Curitiba, atuou como solista em diversos grupos vocais em Curitiba. Gravou participações com a Orquestra Sinfonica de Berlim, música com letra de sua autoria. Ministrou Palestras e Cursos Regulares nos seguintes lugares: Casa de Cultura Solar do Rosário, em Curitiba; Centro Paranaense Feminino de Cultura em Curitiba, Centros Cultural Banco do Brasil em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília; todas as capitais brasileiras, através do Circuito Cultural do Banco do Brasil; Miami, para comunidade brasileira. Publicou os seguintes livros: Formação de Plateia em Música - cultura musical para todos. Desvendando a Orquestra - formando plateias do futuro, finalista do Prêmio Jabuti; Coleção com dois volumes: A História da música e sua relação com as outras artes e Instrumentos Musicais. Finalista do prêmio Jabuti; Coleção Desvendando: Canto coral, Banda e fanfarra e Orquestra; Conhecendo a Orquestra e o Maestro; Orquestra: histórico, regência e instrumentos.

.

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon

Q u a r t i e r   d e s   A r t s 

c o n f r a r i a  c u l t u r a l