A Música e Proust

Queridos amigos Quartiers, saudações musicais!


Este é um post especial, motivado por um texto do colega do Quartier, Carlos Russo.


Fiquei encantada como Proust conseguiu descrever com sua sensibilidade e capacidade descomunais na palavra escrita, o sigiloso eco dos sons musicais dentro de nós. É um desvendar espetacular em palavras, o que sempre foi indescritível. A música se torna visível com Proust, com a delicadeza do mais fino e diáfano tecido: nossos mais íntimos sentimentos.


A obra musical descrita por Proust em “A Caminho de Swann,” a Sonata de Venteuil, nome no livro, é na realidade a Sonata em lá maior para violino e piano do compositor César Frank. Esta sonata é considerada uma das melhores sonatas já escritas para violino e piano.

César Frank foi escolhido por Proust, talvez, pois foi um dos compositores que mais soube captar a gama impressionante de nossos estados emocionais.


Nesta sonata, César Frank (1822-1890), compositor belga-francês, considerado o criador da escola francesa moderna, foi o primeiro compositor a empregar a forma cíclica na sonata. São temas musicais (melodias ou fragmentos dela) cíclicos, um verdadeiro motivo condutor dando unidade à obra.

Proust desenvolveu de forma brilhante, a relação associativa entre sons, experiências e lembranças através desta sonata e destes temas cíclicos.


Sabemos que a essência da música, é despertar em nós os mistérios secretos de nossa alma, lugar onde todos os modos de expressão finitos se esgotam.

Muitas vezes, sentimos a beleza de uma melodia, de uma música, nos objetos mais comuns, nas coisa mais simples em nossas vidas. A beleza da vida está sempre em nossa maneira de olhar e escutar o que está em nossa volta. Quando as palavras, objetos, perfumes, pintura, escultura, paisagem se esgotam, resta–nos a música.

A verdadeira vida está por trás da vida aparente. Através da música, Proust recupera este real papel impalpável!


“A Música pode ser o exemplo único do que poderia ter sido se não tivesse havido a invenção da linguagem, a formação das palavras, a análise das ideias – a comunicação das almas”

MARCEL PROUST.


Escolhi a Sonata em lá maior para violino e piano que César Frank compôs quando tinha 63 anos de idade. Um compositor talvez não muito conhecido pelo grande público, mas que soube captar uma gama impressionante de estados emocionais em suas obras. Desfrutem!

Ao violino, a holandesa Janine Jansen (1978) e ao piano a inglesa Kathryn Stott (1958).




O LIGNE DES ARTS QUARTIER - MÚSICA




É um projeto inédito, criado pelo Quartier des Arts.

Sob a batuta da especialista Clarice Miranda, o objetivo é trazer a todos um amplo e compartilhado processo de imersão na música clássica através de conhecimentos que facilitarão um maior aproveitamento desta arte tão especial.







As publicações ocorrem todas às quartas, de manhã!







E, além disso há uma LINHA DIRETA, com nossa especialista que estará disponível para responder perguntas, discorrer sobre os assuntos abordados e também resolver dúvidas sobre música de forma geral.




As perguntas poderão ser inseridas nos posts com as chamadas para o Ligne des Arts em nosso grupo do Facebook e também, diretamente para ela, na parte final dos encontros on-line de música Clássica.








CLARICE MIRANDA

Educadora musical, musicoterapeuta, soprano, letrista e compositora, membro da academia de cultura de Curitiba, atuou como solista em diversos grupos vocais, gravou participações com a Orquestra Sinfônica de Berlim, música com letra de sua autoria.

Ministrou palestras e cursos regulares nos seguintes lugares: Casa de Cultura Solar do Rosário, em Curitiba; Centro paranaense feminino de cultura em Curitiba, Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília; todas as capitais brasileiras, através do circuito cultural do Banco do Brasil; Miami, para comunidade brasileira.

Publicou os seguintes livros: Formação de Plateia em Música - Cultura Musical para Todos. Desvendando a Orquestra - Formando Plateias do Futuro. Finalista do prêmio Jabuti; coleção com dois volumes: A História da Música e sua Relação com as Outras Artes e Instrumentos Musicais. Finalista do prêmio jabuti; coleção Desvendando: canto coral, banda e fanfarra e orquestra; Conhecendo a Orquestra e o Maestro; Orquestra: histórico, Regência e Instrumentos. e hoje é curadora da orquestra Ladies Ensemble e consultora musical do auditório Regina Casillo, em Curitiba.










grupoquartierdesarts@gmail.com


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon

Q u a r t i e r   d e s   A r t s 

c o n f r a r i a  c u l t u r a l