PORQUE AS ÓPERAS NÃO SÃO TRADUZIDAS?


Saudações Musicais, queridos Quartiers!



Quando vamos assistir a uma ópera, é importante dedicar um pouco de tempo para a leitura do que se trata a história que vamos assistir.

Na maioria dos teatros, no programa impresso, temos literalmente o resumo da ópera! Vale a leitura.

Como é importante saber o que está acontecendo na ópera, em alguns teatros, colocam um letreiro acima do palco, que vai traduzindo simultaneamente o que estão cantando, recitando ou falando e assim conseguimos entender todo o desenrolar da história passo a passo.

Outros teatros tem esta tradução feita com um sofisticado e moderno sistema em cristal líquido nas costas da poltrona à sua frente dando a oportunidade da tradução individual e do idioma a sua escolha!

Fica a pergunta: por que as óperas não são traduzidas no idioma do país em que são apresentadas?

Por um simples e importante motivo. Cada idioma, tem entonações diferentes nas palavras e quando essas palavras são musicadas, o compositor trabalha essas acentuações ficando impossível de se fazer uma tradução perfeita.

As óperas são sempre apresentadas no idioma ao qual foram escritas originalmente, pois os solistas, coro, tem elaborada música feita especialmente para aquele texto.

Temos óperas em vários idiomas, mas o que possui mais óperas compostas, é o italiano.

Fiz uma listinha da quantidade de óperas compostas nos principais idiomas, como curiosidade.

Italiano – 129

Alemão – 46

Francês – 42

Inglês – 21

Russo – 18

Português – 16

A ópera é formada por recitativos, árias, coros e algumas delas, possuem balés.

Recitativos: palavras acompanhadas com pouco música, que desenvolvem o enredo da história contada na ópera.

Árias: cantos acompanhados pela orquestra que destacam um acontecimento importante da história contada na ópera.

Coro: conjunto de cantores que reforçam os acontecimentos importantes da história contada na ópera.

Algumas óperas famosas:

Carmen, de Bizet

Aída, de Verdi

Flauta Mágica, de Mozart

O Barbeiro de Sevilha, de Rossini

Cavalleria Rusticana, de Pietro Mascagni

La Traviata, de Verdi

Tosca, de Puccini

O exemplo de hoje é da ópera La Traviata, de Verdi, “Libiamo ne’lieti calici”. É um animado brinde a alegria, a beleza e ao amor.

Escolhi La Traviata com cenário moderno, com a espetacular e lindíssima soprano russa Anna Netrebko (1971). Ela foi descoberta quando estava trabalhando no teatro Mariinsky em São Petersburgo, lavando o chão!



Desfrutem deste brinde!

O LIGNE DES ARTS QUARTIER - MÚSICA É um projeto do Quartier des Arts, sob a batuta da especialista Clarice Miranda. O objetivo é trazer a todos um amplo e compartilhado processo de imersão na música clássica através de conhecimentos que facilitarão um maior aproveitamento desta arte tão especial. As publicações ocorrem todas às quartas, de manhã! E, além disso há uma LINHA DIRETA, com nossa especialista que estará disponível para responder perguntas, discorrer sobre os assuntos abordados e também resolver dúvidas sobre música de forma geral. As perguntas poderão ser inseridas nos posts com as chamadas para o Ligne des Arts em nosso grupo do Facebook. CLARICE MIRANDA Educadora musical, musicoterapeuta, soprano, letrista e compositora, membro da academia de cultura de Curitiba, atuou como solista em diversos grupos vocais, gravou participações com a Orquestra Sinfônica de Berlim, música com letra de sua autoria. Ministrou palestras e cursos regulares nos seguintes lugares: Casa de Cultura Solar do Rosário, em Curitiba; Centro paranaense feminino de cultura em Curitiba, Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília; todas as capitais brasileiras, através do circuito cultural do Banco do Brasil; Miami, para comunidade brasileira. Publicou os seguintes livros: Formação de Plateia em Música - Cultura Musical para Todos. Desvendando a Orquestra - Formando Plateias do Futuro. Finalista do prêmio Jabuti; coleção com dois volumes: A História da Música e sua Relação com as Outras Artes e Instrumentos Musicais. Finalista do prêmio jabuti; coleção Desvendando: canto coral, banda e fanfarra e orquestra; Conhecendo a Orquestra e o Maestro; Orquestra: histórico, Regência e Instrumentos. e hoje é curadora da orquestra Ladies Ensemble e consultora musical do auditório Regina Casillo, em Curitiba.


grupoquartierdesarts@gmail.com

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon

Q u a r t i e r   d e s   A r t s 

c o n f r a r i a  c u l t u r a l