A Voz, um Instrumento Maravilhoso

Saudações musicais, queridos Quartiers!


Quando ouvimos um cantor atuando em uma ópera, ficamos impressionados com o volume de sua voz e como ele consegue cantar tanto tempo sem respirar não é mesmo?


Todo cantor de ópera desenvolve essas qualidades estudando técnica vocal por muitos anos. É importante escolher um bom professor de canto, pois ele será o responsável por lapidar a voz, um instrumento maravilhoso e que tem que ser trabalhado com muito cuidado para não ser danificado.


A técnica vocal, tem como ponto fundamental a respiração. Para isto, diversos exercícios são executados todos os dias pelo cantor para fortalecer esta capacidade. É através do desenvolvimento da respiração correta, que o pulmão se expande ao inspirar, aumentando o estoque de ar. O cantor desenvolve também o controle da expiração, aumentando assim o tempo de cantar sem respirar. Ele, literalmente, aprende a economizar o ar.


Além dos exercícios respiratórios, faz exercícios vocais, chamados de vocalizes, desenvolvendo três qualidades muito importantes para um cantor: volume, extensão e flexibilidade.

Imaginem um elástico: a voz do cantor é este elástico. O professor, através destes exercícios, alonga a voz nos dois extremos, desenvolvendo assim, os agudos e os graves.

Um bom professor é fundamental, mas antes de tudo é primordial a pessoa possuir um material de boa qualidade a ser desenvolvido.


Todo instrumento musical possui uma caixa de ressonância. A do cantor é a cabeça, mais precisamente, as fossas nasais seios paranasais. Tente colocar sua língua no fundo de sua boca, e perceba que existe uma parte molinha. Pois é justamente aí, que a voz é projetada, vibrando esta parte que chamamos de palato mole. Para colocar a voz neste exato ponto, é que está um dos aprendizados do canto. Exercícios com todas as vogais e depois todas elas com as consoantes são técnicas normalmente utilizadas.


Tudo isto é primordial e necessário para um cantor atuar em óperas, pois nelas não se faz uso de microfones ou amplificadores de voz. Ele tem que ser ouvido até a última cadeira do teatro e ter um volume capaz de não ser coberto pelo som da orquestra.


O uso de microfones só é utilizado em apresentações ao ar livre, onde não se tem a acústica existente nos teatros.




Escolhi para exemplificar o canto operístico, o maravilhoso e lindo tenor alemão Jonas Kaufmann (1969).

Sua simpatia envolvente, faz dele um dos mais bem sucedidos cantores da atualidade, o que podemos chamar de “grande estrela”.

Cantará, uma conhecida ária da ópera Tosca, de Puccini, “E lucevan le stelle”, na parte final, a letra diz o seguinte: Desapareceu para sempre o meu sonho de amor. Agora fugiu e eu morro desesperado! E nunca amei tanto a vida!



O LIGNE DES ARTS QUARTIER - MÚSICA

É um projeto inédito, criado pelo Quartier des Arts.

Sob a batuta da especialista Clarice Miranda, o objetivo é trazer a todos um amplo e compartilhado processo de imersão na música clássica através de conhecimentos que facilitarão um maior aproveitamento desta arte tão especial.

As publicações ocorrem todas às quartas, de manhã!

E, além disso há uma LINHA DIRETA, com nossa especialista que estará disponível para responder perguntas, discorrer sobre os assuntos abordados e também resolver dúvidas sobre música de forma geral.

As perguntas poderão ser inseridas nos posts com as chamadas para o Ligne des Arts em nosso grupo do Facebook e também, diretamente para ela, na parte final dos encontros on-line de música Clássica.


CLARICE MIRANDA

Educadora musical, musicoterapeuta, soprano, letrista e compositora, membro da academia de cultura de Curitiba, atuou como solista em diversos grupos vocais, gravou participações com a Orquestra Sinfônica de Berlim, música com letra de sua autoria.

Ministrou palestras e cursos regulares nos seguintes lugares: Casa de Cultura Solar do Rosário, em Curitiba; Centro paranaense feminino de cultura em Curitiba, Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília; todas as capitais brasileiras, através do circuito cultural do Banco do Brasil; Miami, para comunidade brasileira.

Publicou os seguintes livros: Formação de Plateia em Música - Cultura Musical para Todos. Desvendando a Orquestra - Formando Plateias do Futuro. Finalista do prêmio Jabuti; coleção com dois volumes: A História da Música e sua Relação com as Outras Artes e Instrumentos Musicais. Finalista do prêmio jabuti; coleção Desvendando: canto coral, banda e fanfarra e orquestra; Conhecendo a Orquestra e o Maestro; Orquestra: histórico, Regência e Instrumentos. e hoje é curadora da orquestra Ladies Ensemble e consultora musical do auditório Regina Casillo, em Curitiba.

grupoquartierdesarts@gmail.com

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon

Q u a r t i e r   d e s   A r t s 

c o n f r a r i a  c u l t u r a l