Caravaggio em 20 Atos

RTS QA – PELA CURADORA ADRIANA REDE

SÉRIE, O ARTISTA EM ATOS


Nesta nova série vamos trazer, a cada mês, em capítulos, vida e obra dos artistas visuais ao longo dos últimos séculos, através de fatores que marcaram suas trajetórias.

Faremos uma viagem através dos tempos, comentando a história, além de fatos curiosos e saborosos da vida de cada um!

Como no teatro, descortinaremos cada passo (ato) importante para completar a cena sobre a história do artista. A cada semana cinco fatos importantes de um artista.


Para começar, vamos ao século 16, abordar um dos grandes mestres da pintura e um dos mais fascinantes, pela qualidade de sua pintura e por sua incrível biografia. Ele foi precursor do período barroco na Itália com suas inovações, introduziu forte emoção na pintura, além do naturalismo na arte!


Caravaggio em 20 Atos


1 - Michelangelo Merisi, mais conhecido como Caravaggio, nasceu em 1571 em um pequeno povoado na Lombardia. Filho de um mestre de obras, seu avô materno trabalhava para os nobres Sforza Colonna e tinha uma função importante na administração dos bens desta família.


2 - Caravaggio era o nome do vilarejo de origem de sua família. Era fato comum na época os artistas “herdarem" os nomes de suas regiões de origem. No futuro ele viria a ser considerado um homem enigmático, fascinante e perigoso.


3 - O pai de Caravaggio veio a falecer de peste bubônica e a mãe foi obrigada a vender parte das terras para sustentar os filhos. Por volta dos 12 anos foi enviado para aprender pintura com o artista Simone Peterzano, em seu atelier em Milão.


4 - Chegou a Roma entre 1592 e 1595 e no início viveu em duras condições de pobreza. Nesta época produziu o autorretrato "O Baco Doente”, o que indica a evidente debilidade quando o artista aos 22 anos encontrava-se internado durante meses em um hospital.


5 - Mas por sorte, o período após sua chegada coincidiu com a contra reforma católica (a igreja católica tentava combater a reforma protestante, e uma das maneiras era através da arte). Os cardeais e as famílias ricas de Roma faziam muitas encomendas para decoração das igrejas e dos palácios, para a comemoração do ano santo, 1600.


6 - Continuando a saga de Caravaggio em Roma, sabemos que após um período difícil, fez muito sucesso. Desenvolveu uma pintura naturalista, baseado na representação da realidade como ela é, e isso foi ex-tremamente revolucionário. A observação ao vivo, o formato natural das figuras, a cena em primeiro plano que envolve o observador, o fundo neutro e escuro, o feixe de luz forte e direto. Ele montava a cena com luz e sombra como em um palco de teatro.


7 - Começou a trabalhar para o Cardeal Francesco Maria Del Monte, representante em Roma da família Medici de Florença. Del Monte vivia cercado por intelectuais, mecenas, personalidades refinadas, que dividiam o interesse por arte e música. Caravaggio foi morar no Palazzo do Cardeal (onde hoje é a sede do Senado em Roma).

A obra "O Tocador de Alaúde" foi concebida neste ambiente estimulante.


8 - Pintou sua primeira obra pública, obras enormes, na Capela Conta-relli, com vários personagens na mesma tela. Na “A Vocação de São Mateus" o gesto de Cristo foi influenciado assumidamente pela “A Criação de Adão" de Michelangelo Buonarroti, a quem admirava.


9 - O Papa Clemente 8º encomendou, no ano de 1600, duas telas para a Igreja Santa Maria Del Popolo, "A Conversão de São Paulo" e "A Crucificação de São Pedro”. Caravaggio então ficou mais ainda famoso, recebia cada vez mais encomendas.


10 - Tinha uma personalidade extremamente forte e agressiva, o que aumentava com a fama. É conhecido como o “bad boy” da arte, bebia, era jogador, frequentava prostíbulos,


11 - O boêmio Caravaggio não permanecia muito no estúdio, após tra-balhar por uma ou duas semanas, saia em busca de diversão por um mês, sempre à procura de brigas. Contratou um criado somente para acompanhá-lo e carregar-lhe a espada.


12 - Foi preso por posse de armas sem autorização, por difamação, por atirar um prato de alcachofras no rosto de um garçom, preso também por atirar pedras na polícia.


13 - Caravaggio não gostava de contratar modelos, usava personagens “mundanos”, do povo, para retratar suas obras. No quadro "Nossa Sra. dos Peregrinos" a modelo que usou foi sua amante, Madalena Antonette, com o filho Paolo.


14 - Em 1606, Caravaggio e um grupo de amigos, após um jogo, desafiaram outro grupo, o do artista Ranuccio Ramasonne, para um duelo. Caravaggio com a espada feriu a coxa de Ranuccio, que veio a falecer. Fugiu de Roma para o feudo de Colonna e depois seguiu para Nápoles, onde era bastante famoso, trabalho não lhe faltava.


15 - Depois viajou para a cidade de Malta, sede da Ordem dos Cavaleiros de São João. Não se sabe se queria ser perdoado pelo homicídio ou se queria ser nomeado um cavaleiro da ordem, o que acabou acontecendo. Na tela "A Decapitação de São João Batista”, assinou como Fra Michelangelo. Essa tela é tida por alguns como a obra-prima absoluta de Caravaggio.

Na próxima semana, os últimos atos da saga de Caravaggio!

16 - Um ano após sua chegada a Malta, Caravaggio, mesmo tendo sido empossado como cavaleiro da ordem, se envolveu em outra briga, foi preso, mas conseguiu escapar. Viajou para a Sicília e passou um ano fugindo de uma cidade a outra. Tinha sempre encomendas, Caravaggio continuava na moda. Mas vivia atormentado e diziam dormir vestido e com um punhal nas mãos.


17 - Foi atacado e ferido gravemente no rosto e consta que ficou desfigurado. Pintou "David com a cabeça de Golias" e pode ter sido um presente enviado através do Cardeal Scipione Borghese como um apelo ao perdão do Papa Paulo V. Estudiosos reputam a cabeça do Golias como um autorretrato de Caravaggio.


18 - Em 1610, conseguiu o perdão do Papa e a liberação para voltar a Roma. Tentou pegar um barco e foi detido, conseguiu se libertar, mas quando chegou ao porto o barco já havia saído com todos os seus pertences e telas.

Morreu alguns dias depois no hospital, aos 38 anos, provável que de bactéria proveniente de ferimentos anteriores.


19 - Caravaggio influenciou muitos artistas como Rubens e Artemísia Gentileschi. A iluminação da obra de Caravaggio inspirou no futuro a fotografia de cinema, especialmente filmes da década de 60 e 70.


20 - O filme "Caravaggio", de 1986, foi dirigido pelo inglês Derek Ja-man, que foi também artista plástico. Conta com Nigel Terry no papel título, e foi uma das primeiras películas encenadas pela atriz Tilda Swinton! Um novo documentário, Caravaggio - A Alma e o Sangue, de 2018, dirigido por Jesús Garcés Lambert, utiliza em sua divulgação a famosa "Cabeça de Medusa", considerada a mais dramática obra do artista.

E assim terminamos a saga em atos do eterno e brilhante Caravaggio!





CABEÇA DE MEDUSA - 1596


DAVI COM A CABEÇA DE GOLIAS - 1610


NOSSA SRA DOS PEREGRINOS - 1604


O TOCADOR DE ALAÚDE - 1596


O PEQUENO BACO DOENTE - 1593-94 (AUTO RETRATO)

RETRATO DE CARAVAGGIO PINTADO PELO ARTISTA OTTAVIO LEONI EM 1621


VOCAÇÃO DE SÃO MATEUS - 1600



A DECAPITAÇÃO DE SÃO JOÃO BATISTA - 1608




Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon

Q u a r t i e r   d e s   A r t s 

c o n f r a r i a  c u l t u r a l